Visão embaçada. Dificuldade em enxergar detalhes e problemas com a visão noturna. Esses são alguns dos sintomas da DMRI – a Degeneração Macular Relacionada à Idade, que atinge pessoas com mais de 50 anos. De acordo com o Ministério da Saúde, essa doença afeta a área central da retina e é a principal causa de cegueira irreversível em idosos.

E o Dia Mundial da Retina, lembrado neste sábado (24), vai abordar a dificuldade que existe em fechar um diagnóstico da doença. Uma pesquisa da ONG Retina Brasil, com apoio da Roche Farma Brasil, mostrou que 81% dos pacientes ouvidos encontraram barreiras para chegar ao diagnóstico.

Isso porque existe pouca informação sobre a doença, o que atrasa os tratamentos. Muitos sintomas são encarados como parte do envelhecimento e não existe rastreio adequado. A médica oftalmologista Maria Antonieta Leopoldi, uma das autoras da pesquisa, afirmou a importância de se procurar um especialista assim que surgir qualquer alteração visual.

Dra Antonieta destaca que a forma mais grave do transtorno pode levar à cegueira se não tratada de maneira eficaz. Apesar de as causas da doença não serem totalmente conhecidas, ela explica que tabagismo e obesidade podem representar um aumento no risco.

De acordo com a médica, é preciso visitar o oftalmologista anualmente, a partir dos 6 meses de vida.

Agencia Brasil

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest