Campanha… Rio Negro oferece Programa de apoio para pessoas que querem deixar de fumar

 



O dia 31 de maio foi o Dia Mundial sem Tabaco. A data fez um alerta sobre os riscos do tabagismo e neste ano, a campanha também destacou o prejuízo que o cigarro causa ao meio ambiente.

Buscando chamar a atenção da população para a temática, a Prefeitura Municipal de Rio Negro, através da Secretaria de Saúde, promoveu na manhã da última sexta-feira, 10 de junho, uma ação alusiva ao Dia Mundial sem Tabaco e a Semana do Meio Ambiente.

Na ocasião, os munícipes que passaram pela Praça João Pessoa conheceram o Programa de Combate ao Tabagismo, disponível no Município, através do Sistema Único de Saúde – SUS.

Foto:Divulgação/PM RN

Foi uma manhã bastante produtiva. A população participou de maneira ativa, demonstrando o interesse em parar de fumar e compartilhando experiências. Na ocasião, alunos da rede municipal de ensino também estiveram presentes e receberam informações sobre como o tabaco pode ser prejudicial tanto para a vida humana, quanto para outras formas de vida.

Os alunos acompanharam de perto a quantidade de bitucas espalhadas pelo chão, perceberam a importância de cuidar do meio ambiente e dos familiares. Foram distribuídos folhetos informativos e mudas nativas do Viveiro Florestal.

 

O tabagismo é classificado como uma epidemia mundial, sendo considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a principal causa de morte evitável no mundo. Além disso, causa prejuízos ao meio ambiente como a contaminação do ar com as substâncias tóxicas contidas e a poluição causada pelas bitucas, que levam anos para se decompor e poluem rios e mares, contaminando os animais, além é claro, do risco de incêndios causados pelo descarte incorreto das bitucas em tempo seco. 

O PROGRAMA

Como estratégia para o enfrentamento do problema de saúde pública relacionado ao tabagismo, a Prefeitura de Rio Negro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, disponibiliza o Programa de Combate ao Tabagismo.

O Programa conta com grupos de 10 a 15 pessoas, sendo parte integrante do tratamento a participação nas sessões de apoio, que tem duração de aproximadamente 1h30 e acontecem durante as quatro primeiras semanas da abordagem.

Esses encontros são conduzidos pelos farmacêuticos da Secretaria de Saúde, iniciando toda primeira segunda-feira do mês, com encontros às 9h, e no decorrer desta etapa, o paciente é encaminhado ao médico que procede a avaliação e prescrição dos medicamentos para auxiliar o tratamento de acordo com a necessidade de cada indivíduo. 

Imprensa:Divulgação/PMRN

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest